sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Beijo de poeta




Beijo de poeta
vem como brisa suave,
como gota de orvalho
tocando a flor ao amanhecer,
Beijo de poeta
vem como onda lambendo
areia do mar...
num fim de tarde de verão!
Beijo de poeta
Toca o céu estrelado
de uma boca quente
ardente, carente...
Beijo de poeta
tem um quê de mágica,
uma elevação ao mundo
dos sonhos, onde almas
se encontram...
Beijo de poeta
é um beijo em Latim:
basium..romântico
saevium, delicado
Beijo de poeta
é divino, gracioso
terno e carinhoso
Beijo de poeta
desperta desejos
provoca lampejos..
Beijo de poeta
É prêmio e castigo
Relâmpago em dia de temporal
Não tem censura
É pura loucura
Sabores mis
Confudem-se
Embriagam e
sempre se quer bis!!

por Meire Jorge

4 comentários:

Adroaldo Bauer disse...

é sim um tanto assim o beijo do poeta
é ele, entanto, além do poema, pessoa cuja poesia o coração da amada ressoa

Sonia Schmorantz disse...

Um lindo poema, um beijo que deve ser mais que poético...
Lindo domingo!

Marco A. disse...

Olá Meire, decobri suas páginas através do blog "Abaribó", e gostei bastante; estarei acompanhando.

Abraços Marco

Stella Tavares disse...

Belíssimo poema! Vir aqui é um verdadeiro encantamento. Ilumina o dia.
Bjs

Related Posts with Thumbnails